quarta-feira, 9 de novembro de 2011

CAVERNAS NO BRASIL

AS MAIORES CARVERNAS DO BRASIL

REGIÃO SUDESTE
Destacam-se basicamente os estados de Minas Gerais e São Paulo, ambos reunindo a maior e mais importante concentração de cavernas da região. Na região central de Minas, próxima a Belo Horizonte, o referencial é a Gruta do Maquiné (MG-243), não só por ser a primeira gruta iluminada do Brasil, mas também pelas importantíssimas pesquisas paleontológicas desenvolvidas pelo cientista Peter Wilhelm Lund em meados do século passado.
No município de Mariana, a 120 km de Belo Horizonte, novas explorações na Gruta do Centenário, conhecida desde o início do século, fizeram desta a segunda mais profunda caverna do Brasil, com 481 metros de desnível.
Mas é no noroeste de Minas, à margem esquerda do Rio São Francisco, no canyon rasgado pelo rio Peruaçu, que se encontra o mais fantástico conjunto de cavernas e sítios arqueológicos do Brasil.
É uma espetacular sucessão de arcos, torres, pontes naturais, paredões e centenas de cavernas que tem na Gruta do Janelão (MG-199) o seu ponto máximo: seus descomunais espaços vazios, suas impressionantes dolinas que a tornam iluminada naturalmente por alguns quilômetros e seus espeleotemas uns delicados, outros gigantescos como a maior estalactite do mundo (28 metros!), fazem dela uma caverna única e inesquecível.
Ao sul do estado de São Paulo está o PETAR (Parque Estadual e Turístico do Alto Ribeira), com mais de 200 cavernas entre as quais destacam-se a de Sant'Anna (SP-041, com o salão Taqueupa, classificado entre os mais belos e ornamentados do mundo), Morro Preto (SP-021), Casa de Pedra (SP-009), com o maior pórtico do mundo (230 metros), Ouro Grosso (SP-054), Água Suja (SP-025) e outras

REGIÃO NORDESTE
Nesta região, sem dúvida o estado da Bahia vem ganhando destaque por seu imenso e ainda inexplorado potencial espeleológico e também por suas gigantescas cavernas recentemente descobertas. Entre elas, a mais importante é a Toca da Boa Vista (BA-082), atualmente com 92.100 m topografados que a colocam como a maior caverna do Hemisfério Sul e a 13ª do mundo. Outras: Bom Jesus da Lapa (BA-046), às margens do rio São Francisco e famosa por suas grutas-santuário; Brejões (BA- 001), imenso portal de 110 metros e grandiosas galerias; Gruta do Padre (BA-052), a terceira maior do Brasil onde, em 1987, foi realizado um experimento de permanência subterrânea.
Também merece referência a Chapada Diamantina, uma área de 87 mil km2 no coração da Bahia, agora transformada em Parque Nacional, reunindo uma magnífica paisagem de montanhas, cachoeiras, canyons, grutas, penhascos, torres e vales. No Piauí, o Parque Nacional da Serra da Capivara é um dos mais importantes sítios arqueológicos da América, local onde foi encontrado vestígios de presença humana com mais de 50 mil anos de idade.
No estado vizinho, o Ceará, a Gruta de Ubajara (CE-001) é a maior atração numa região montanhosa recoberta de densas matas tropicais, rios e cascatas.

REGIÃO CENTRO-OESTE

No Mato Grosso do Sul, a principal referência é o município de Bonito encravado na Serra da Bodoquena no limite sul do Pantanal, com a impressionante Gruta do Lago Azul (MS-002), cujo nome provém de um profundo lago de águas azuis-turquesa que proporcionam um espetáculo incomparável.
No Mato Grosso, encontramos as cavernas da Chapada dos Guimarães, em rocha arenítica /quartzítica, de beleza singular graças aos lagos existentes em seus interiores e também por serem palco da manifestação da arte pré-histórica do Brasil.
No nordeste de Goiás, a 457 km de Brasília, palco de dezenas de expedições nacionais e outras em conjunto com a França, encontra-se o principal conjunto cárstico de toda a região Centro-Oeste, com grutas enormes rasgadas por rios caudalosos, onde ainda há muita caverna a ser descoberta e explorada.

REGIÃO NORTE

A região é uma nova fronteira para a espeleologia com destaque para o Estado do Pará, principalmente na Serra do Carjá e Serra das Anodirinhas, além do Estado do Amazônas com as carvernas turísticas de Presidente Figueiredo e Abismo Guy Collet (AM-003), em Barcelos, a mais profunda caverna do emisfério Sul e a mais profunda do mundo em quartizito, com 670 metros de desnível.

REGIÃO SUL
Entre os três estados sulinos, o Paraná se destaca pela presença de duas centenas de cavernas, entre as quais a principal é a Gruta da Lancinhas (PR-006). Também merecem referência as Grutas de Bacaetava, do Varzeão e o conjunto Jesuítas/Fadas, no Parque Estadual de Campinhos e as Cavernas de Botuverá em Santa Catarina.








Sergipe tem cavernas as maiores são:

Toca da Raposa - Simão Dias (250 metros de altura), desnível (18 metros)
Caverna Casa da Pedra - Itabaiana (210 metros de altura), desnível (8 metros)
http://www.sbe.com.br/cavernas_maiores.asp?txtestado=SE

AS MAIORES CARVERNAS DO BRASIL

Em breve excursões em Aracaju com a Fallconny Tour

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

CLIENTE SATISFEITO 13/07/2011

O senhor Chandler relata que adorou tudo.

Suas palavras são:  Sua cidade e sua hospitalidade foi TUDO de BOM...



Oi Fallconny!!!



Adorei muito Aracaju, foi muito BOM tudo... Mandei para o seu e-mail duas duas fotos da gente que marca muito esses momentos e lugares especiais para a gente. E TODOS que vajam para Aracaju devem conhecer o zoologico, projeto Tamar e os peixes tambaqui de Abaís.



Abraço...



Chandler e Samaily


Agradeço por TUDO

quarta-feira, 20 de abril de 2011

VITAMINAS NAS FRUTAS, VERDURAS, LEGUMES E GRÃOS


As frutas são alimentos que não podem faltar na nossa alimentação, pela energia que elas fornecem e por suas vitaminas. Toda fruta tem uma fonte de vitaminas.
Além da energia e vitamina, as frutas também nos fornecem bens medicianis, tem algumas frutas que para um determinado caso, acaba se saindo melhor do que um remédio.
Abaixo segue algumas frutas e quais as vitaminas que elas possuem.

Frutas e suas Vitaminas

Abacate: Betacaroteno, vitaminas A, B, C, D, E, proteínas, cálcio, magnésio, fósforo, ferro, potássio. Tem alto teor de gordura.
Abacaxi: Betacaroteno, vitaminas A, B, C, potássio, magnésio, fósforo, cálcio, ferro. Rico em fibras.
Ameixa: uma boa fonte de vitamina C, assim como o potássio, riboflavina e outras vitaminas do complexo B
Banana: Vitaminas A, B C, ferro, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre, iodo, enxofre, manganês, carboidratos.
Goiaba: Vitamina C, cálcio, potássio, magnésio, fósforo.
Laranja: Vitaminas A, B C, cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio.
Limão: Vitaminas C e complexo B.
Maçã: Betacaroteno, vitaminas A, B, C, proteínas, sódio, enxofre, ferro, sílico, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, cloro. Rica em fibras
Melancia: Vitaminas complexo B, A e C.
Melão: Rico em vitaminas A, C e do complexo B.
Mamão: Betacaroteno, vitaminas A, B, C, cálcio, magnésio, fósforo, potássio. Rica em fibras.
Manga: Betacaroteno, vitaminas A, B, C, magnésio, fósforo, potássio, sódio, cálcio, ferro, manganês, selênio, zinco.
Maracujá: Vitaminas A, C e do complexo B.
Morango: Betacaroteno, vitaminas A, B, C, magnésio, fósforo, ferro, potássio, sódio.
Pêra: Vitaminas A, B, C, E, proteínas, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro, carboidratos, fibras.
Tangerina: Também chamada de mexerica, bergamota, mandarina e laranja-cravo, a tangerina é uma boa fonte de vitamina C, beta-caroteno e potássio. Contém também pectina, uma fibra solúvel.
Uva: Vitaminas complexo B e C.

Procure comer frutas regularmente para manter a saúde em ordem

Legumes, Verduras, Grãos

Abobrinha: composta de aproximadamente 94% de água. É um dos vegetais com menores taxas calóricas, uma xícara dela crua e fatiada possui menos de 20 calorias. É, ainda, uma boa fonte de vitaminas A, C e folato.
Agrião: É uma boa fonte de beta-caroteno e vitamina C, além de uma boa fonte de cálcio, ferro e potássio. Rico em antioxidantes.
Batata: Boa fonte de vitaminas C e B6, potássio e outros minerais e amido.
Beterraba: boa fonte de folato e vitamina C, além de possuir poucas calorias. Suas folhas, partes mais nutritivas do vegetal, ricas em potássio, cálcio, ferro, beta-caroteno e vitamina C podem ser cozidas e servidas como o espinafre. Não é fonte de ferro
Brócolis: excelente fonte de vitamina C e boa fonte de vitamina A e folato, além de ter quantidades significativas de proteínas, cálcio, e outros sais minerais. Rico em bioflavonóides e com alto teor de fibras.
Chuchu: embora considerada por muitos como legume, o chuchu é uma fruta. Apesar do gosto pouco marcante, apresenta importantes propriedades: além do alto teor de fibras, é uma importante fonte de minerais como ferro, magnésio, potássio, fósforo e cálcio.
Couve-flor: Excelente fonte de vitamina C, a couve-flor é também boa fonte de potássio e folato. Recomendada para dietas alimentares, possui poucas calorias e muitas fibras.
Couve-manteiga: excelente fonte de beta-caroteno e vitaminas C e E, ácido fólico, cálcio, ferro e potássio. Contém bioflavonóides.
Ervilha: Além do alto teor de proteínas, as ervilhas frescas são uma boa fonte de pectina e outras fibras solúveis, que ajudam a controlar os níveis do colesterol no sangue.
Feijão: Os feijões contém mais proteína que qualquer outro alimento de origem vegetal, são boas fontes de amido, vitaminas do complexo B, ferro, potássio, zinco e outros minerais essenciais. São ricos em fibra solúvel.
Inhame: rico em amido, beta-caroteno, vitaminas C e do complexo B. Contém, ainda, cálcio, fósforo e ferro.
Mandioca: excelente fonte de carboidratos, cálcio e fósforo. Possui também boa quantidade de vitamina C.
Pepino: tem baixo teor de calorias, pois é constituído de aproximadamente 95% de água. Boa fonte de fibras, possui pequenas quantidades de vitamina C e folato.
Pimentão: excelente fonte, pouco calórica, de vitaminas A e C. Aqueles de cores fortes possuem alto teor de bioflavonóides (pigmentos vegetais que ajudam a prevenir contra o câncer), de ácidos fenólicos (inibem a formação de nitrosaminas cancerígenas) e de esterol vegetal (precursor da vitamina D que parece proteger contra o câncer).
Tomate: consumido cru ou cozido, contém poucas calorias. Boa fonte de vitamina A e C, folato e potássio. Também contém licopeno.
Soja: A soja é uma das plantas mais nutritivas e versáteis. É uma boa fonte vegetal de proteína e ferro, de vitamina B, cálcio, potássio, zinco e outros minerais.   

quinta-feira, 10 de março de 2011

CASA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ARACAJU (CCTECA)

A Casa de Ciência e Tecnologia de Aracaju (CCTECA) completou um ano de funcionamento no dia 22 de março de 2010 , tendo recebido nesse período mais de 13 mil visitas, uma média de 1.200 por mês. A unidade, mantida pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), alia diversão e conhecimento através de experiências cientificas e da observação do espaço. Estão à disposição do público 85 equipamentos, entre eles o Girotec, um simulador da ausência de gravidade; e o gerador de Van Der Graaf, um acelerador de elétrons que promove a eletrização do corpo que o toca.

Para comemorar o aniversário da CCTECA, estão expostos na casa 20 painéis de paisagens cósmicas. As imagens poderão ser conferidas durante todo o ano. "Essa é uma exposição permanente, resultado das comemorações no Ano Internacional da Astronomia, celebrado no ano passado com intensa participação da CCTECA. O objetivo é contar para os visitantes, principalmente para os estudantes, a história do universo como conhecemos hoje", conta o coordenador da unidade, José Augusto.


































Observação da LUA e do planeta SATURNO dias 12/03/2011 e 13/03/2011 das 18h às 20h30min.

Funcionamento

A CCTECA está localizada no Parque da Sementeira e fica aberta de segunda a sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas. Nos sábados e domingos o atendimento ao público acontece das 14 às 17 horas. Uma equipe de monitores orienta o público, explicando o funcionamento dos equipamentos.

terça-feira, 1 de março de 2011

MEMORIAL DE SERGIPE


Como conhecer a si mesmo e a um povo sem conhecer sua história? Resgatar a história e a cultura sergipana é uma forma de valorizar e preservar as ricas características da sociedade e também documentar registros para que as futuras gerações possam conhecer sua origem. Com esse objetivo, o Museu Memorial de Sergipe reúne de maneira exemplar um rico acervo formado por mais de 16 mil peças que representam a rica cultura do nosso Estado.

Mantido pela Universidade Tiradentes, o Memorial de Sergipe foi fundado em 1998 e comporta 12 salas com temas diferentes, que vão desde o período pré-histórico até a 2° Guerra Mundial. Além disso, o museu traz um pouco da história de temáticas como: o Cangaço, a transformação da cidade de Aracaju entre os séculos XIX e XX, economia,  religiosidade, artesanato e os meios de comunicação. O acervo de exposição é composto por documentos, fotografias, fósseis, artefatos etnográficos, máquinas rudimentares, artesanato, mobília antiga, louças, cerâmica e literatura de cordel. O início da visita pelo museu começa na sala onde retrata a história da universidade que a mantém.
O museu dá destaque em especial para uma sala onde comporta mais de 3 mil pratos e azulejos pintados à mão, feitos pela professora Maria Rosa Faria. Rosa foi professora no primário do colégio Tiradentes e passou mais da metade de sua vida pintando a história de Sergipe, a biografia de ilustres sergipanos, as capas dos primeiros jornais do Estado, as paisagens que constituem a nossa cidade e os brasões estaduais e municipais. Pintava de uma forma caprichosa e com primor, depois levava ao forno para que o trabalho ficasse conservado. Rosa Faria faleceu em 1997 e o Memorial de Sergipe adquiriu todo o seu acervo. Outro destaque também é a estátua em tamanho real de Maria Feliciana, considerada a mulher mais alta do Brasil.

Dentro do seu objetivo, o Memorial de Sergipe também apresenta exposições itinerantes e ações educativas como palestras em escolas, comunidades, na Orla de Atalaia ou em parceria com outros museus, como aconteceu na semana passada em conjunto com o Museu Palácio Olimpio Campos. O projeto Memorial de Braços Abertos, no seu segundo ano de existência, entra em contato com instituições carentes da capital, para desenvolver atividades mensais que desenvolvam o gosto pela cultura. Uma extensão do Memorial é o Centro de Memória Lourival Batista, um prédio anexo ao museu, criado em 2002, que serve como fonte de pesquisa sobre o médico e ex-governador Lourival Batista. O acervo traz objetos pessoais e registros do estado no de 1930 a 1990.

Apesar de um acervo tão rico, o museu passa por algumas limitações, como sua estrutura física, que se tornou pequena para a quantidade de objetos expostos, e o número de funcionários, que se resume a 12. Para a diretora do Memorial, a museóloga Fabiana Carnevale, “o museu está pequeno. Nós temos um grande potencial de crescimento e fazemos até o que não podemos para expor a cultura sergipana, contudo, há um sufocamento do espaço físico.” Outro fato que chama a atenção é que há poucos universitários desenvolvendo algum tipo de pesquisa ou extensão no local. Os estagiários que lá trabalham são dos cursos de História e Pedagogia, porém, não há nenhum da área de museologia. “É uma pena que tão poucos alunos se interessem em fazer pesquisas, e que não há alunos da área de museologia, contudo nós fazemos o nosso melhor dentro das possibilidades” finaliza a diretora.

O Memorial de Sergipe tem cumprido seu papel social de reunir e expor os elementos da cultura sergipana, a fim de resgatar e valorizar a cultura local. Através das exposições e ações educativas, tem atendido a população civil, contudo ainda há pouco interesse pelos estudantes em realizar pesquisas e extensões acadêmicas no local. Parafraseando Augusto Cury: “O passado é uma cortina de vidro. Felizes os que observam o passado para poder caminhar no futuro”, o Memorial de Sergipe valoriza a cultura de Sergipe para poder caminhar no futuro.





















http://www.thetallestman.com/mariafelicianadossantos.htm

PARQUE DA CIDADE - ARACAJU - SERGIPE

Inaugurado em 1979, o Parque José Rollemberg Leite, mais conhecido como "Parque da Cidade", localizado no bairro Industrial, zona Norte de Aracaju, abrange uma área de 674 mil metros quadrados e abriga a única reserva de Mata Atlântica da capital.
O teleférico de Aracaju em funcionamento desde o ano de 2006, após uma grande reforma no Parque José Rollemberg Leite. Popularmente conhecido como Parque da Cidade, o espaço que tem entrada franca, vem atraído cada vez mais turistas que buscam programas diferenciados. O parque proporciona lazer para crianças e adultos que podem desfrutar de um zoológico e mata atlântica.
O teleférico proporciona uma visão panorâmica do zoológico e do alto é possível visualizar o leão, onça pintada, urso, cobras, aves e macacos. A reserva de Mata Atlântica, única de Aracaju, enobrece todo o passeio que tem duração de aproximadamente 25 minutos. É garantido ver também no percurso o centro de Aracaju e o bairro Industrial onde esta localizado o parque.
Para Márcio e Larissa Alves, casal da cidade baiana de Vitória da Conquista, a primeira vez em um zoológico causou admiração. "É a primeira vez que visitamos um zoológico. O passeio no teleférico é muito tranqüilo e a visão é muito bonita, como toda a cidade também", atestaram eles.
Já a pequena paulistana, Nicole Alaíde, 7, se entusiasmou com o passeio. "Pensei que no poste tinha uma cadeira, mas esse vai reto para cima", disse explicando o funcionamento do teleférico. Segundo o seu pai, Djalma Bezerra, junto com a família pela primeira vez no parque, o passeio agradou a todos. "Gostei do passeio. É muito interessante e vamos voltar outras vezes", assegurou.
Segurança
Segundo o chefe de manutenção, Daniel Santos, a segurança no passeio é garantida. "O teleférico recebe manutenção semanal e uma visita mensal de um engenheiro. Todos os processos são acompanhados rigorosamente por uma planilha. Os nossos funcionários são treinados e o equipamento tem capacidade de sustentação superior ao necessário", explicou ele.
Para o embarque os passageiros são instruídos a não balançar a cadeira, não tirar os pés da trava e a não levar lanche, para não ser descartado dentro do zoológico. As cadeiras, também conhecidas como biposto', tem capacidade para duas pessoas e o limite de peso de 600 kg, a sustentação é feita por cabo de aço de 1 polegada e meia e todo o teleférico pode transportar até 30 toneladas.
Funcionamento
O teleférico de Aracaju funciona de terça a domingo, inclusive nos feriados, das 9h30 às 17h. Já o parque abre às 8h. Por motivo de segurança crianças até os 14 anos somente passeiam acompanhados dos pais.